A Região

A região de influência do PESRM foi considerada sob diferentes enfoques, dependendo do grupo temático, ora englobando a região do Espinhaço, ora a do Quadrilátero Ferrífero ou, mais precisamente, a porção Sul onde estão localizados os municípios do entorno do parque, com o objetivo de sintetizar em um único documento as informações regionais necessárias para a compreensão do contexto onde o PESRM e a EEF estão inseridos e como este contexto pode influenciar o planejamento e a gestão do parque, seu entorno e os recursos naturais da região, identificando ainda, as oportunidades e as ameaças.


Para a análise socioeconômica, o primeiro passo consistiu na coleta e análise de dados de fontes secundárias, relativos à região e aos municípios do entorno, disponíveis em órgãos federais e estaduais, especialmente o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, o Instituto de Desenvolvimento Industrial - INDI, a Fundação João Pinheiro - FJP e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD/ONU. Com base nestas informações, configuraram-se as variáveis sócio-econômicas clássicas dos setores de demografia, atividades econômicas, saneamento básico, qualidade de vida e organização social, entre outras, visando sobretudo caracterizar as áreas de influência do parque.

O PESRM e a EEFechos se inserem em uma região bastante descaracterizada em relação ao seu estado original devido ao histórico de ocupação do território e à intensidade das atividades antrópicas decorrentes do processo de colonização e urbanização da região. A forte pressão urbana, as atividades agrícolas, a mineração, o extrativismo vegetal, a caça e o fogo, são alguns exemplos de atividades antrópicas que contribuem para a descaracterização dos ambientes naturais da região. Outros problemas como a introdução de organismos invasores ou exóticos em alguns ambientes do parque, traz risco à sobrevivência das espécies nativas, comprometendo a integridade do ecossistema e dos processos naturais ali existentes. Plantas invasoras rústicas, como o capim-gordura (Melinis minutiflora), invadem rapidamente áreas abertas, principalmente após as queimadas, em substituição das espécies nativas de gramíneas. As áreas na região de influência direta do PESRM mais antropizadas se localizam nas proximidades do Jardim Canadá (Nova Lima) e região do Barreiro (Belo Horizonte). Nestas áreas a ocupação humana e as atividades de mineração são mais intensas.