Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção
Leopardus pardalis (foto Marilia Marques Guimaraes Marini)
Haloaden bradei (Foto: Itamar Martins)
Eurythoe complanta (Foto: Cléa B. Lerner)

Metodologia

O Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção será elaborado e publicado com informações sobre cada uma das espécies da fauna brasileira incluídas na lista oficial das ameaçadas de extinção (invertebrados aquáticos, invertebrados terrestres incluindo insetos, peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos), abordando aspectos relativos à evolução histórica da situação de cada espécie ameaçada; os principais fatores de pressão; a situação em âmbito local, regional e nacional, o uso das espécies; a legislação ambiental relacionada às espécies ameaçadas; as estratégias mais recomendadas para a manutenção e a recuperação de cada espécie; os comitês, planos e os programas e projetos de recuperação existentes; e as instituições mais envolvidas em cada caso. As etapas que compõem este projeto são:

1. Coordenação do projeto: a Fundação Biodiversitas ficará responsável pela coordenação administrativa e técnica do projeto. A coordenação geral será feita pelo Prof. Angelo Barbosa Machado, do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais. Este coordenador, juntamente com os biólogos Gláucia Drummond, da Fundação Biodiversitas e Adriano Paglia da Conservação Internacional do Brasil, formarão um Conselho Científico-Editorial com a função de direcionar as coordenações temáticas sobre a padronização documentos temáticos relativos às espécies, bem como dos capítulos da parte geral do livro, direcionando-os sobre a busca e qualidade das informações requeridas. Será também o facilitador da comunicação entre os diferentes grupos, fazendo a análise técnica e revisão dos documentos finais. O Conselho acompanhará permanentemente a elaboração dos documentos temáticos, zelando pelo conteúdo e proposta da publicação.

2. Formatação do banco de dados: será elaborado um banco de dados que abrangerá informações referentes à caracterização das espécies. Serão utilizadas as informações disponíveis no banco de dados da Biodiversitas referente à revisão da lista da fauna brasileira ameaçada de extinção, dados disponíveis nos bancos de dados da Conservação Internacional do Brasil, do Center for Applied Biodiversity and Science (CABS) e da IUCN. A home-page do projeto tem como objetivo facilitar o intercambio de informações entre os autores, os coordenadores de grupos taxonômicos, o Conselho Científico-Editorial e a Coordenação Geral, organizando as informações em níveis de acesso diferenciados. A partir do banco de dados serão elaborados os mapas de ocorrência e distribuição das espécies e formatação de um banco de imagens. A obtenção das imagens será uma atribuição de todas as equipes integrantes do projeto, sendo também feitos contatos com os fotógrafos de natureza notáveis no país. Instituições internacionais serão convidadas a participar do projeto a partir da cessão do direto do uso de imagens fotográficas que dispuserem em seus arquivos.

3. Elaboração dos textos: os coordenadores dos grupos taxonômicos, além de orientar a elaboração dos textos específicos das espécies, elaborarão os textos referentes à apresentação e contextualização geral do grupo, considerando os aspectos biológicos e ecológicos, habitats e regiões de ocorrência, ocorrência em Unidades de Conservação explicitando a categoria (se de proteção integral ou de uso sustentável), vulnerabilidade à extinção, pressões mais significativas e as estratégias gerais de conservação. O texto referente a cada espécie deverá ficar restrito a no máximo três, excepcionalmente quatro páginas, com os dados apresentados de forma concisa, restringindo-se aos aspectos mais relevantes dos assuntos tratados. Para a elaboração dos textos da parte geral do livro serão selecionados profissionais com larga experiência e conhecimento nos temas propostos de modo a garantir a qualidade dos produtos esperados.

4. Revisão e diagramação dos textos finais: os trabalhos de revisão se darão em duas etapas: uma primeira etapa denominada Preparação do Documento Original, onde o material passará por uma revisão quanto às normas gramaticais, concordâncias verbais e nominais, além da padronização do vocabulário utilizado por diferentes autores, garantindo que os textos tenham uma linguagem acessível aos diferentes públicos. A segunda etapa desse trabalho denomina-se Revisão Gráfica e se dará após o trabalho da arte gráfica. Na revisão gráfica assegura-se que os textos mantenham sua estrutura original mesmo depois que os elementos gráficos de diagramação foram incorporados aos mesmos. O Conselho Científico-Editorial auxiliará na concepção dos elementos gráficos do livro que facilitarão à sua leitura, organização e otimização de espaços.

5. Impressão dos exemplares: o livro será publicado em 2 volumes formato A4:

•  Volume 1, contendo a a presentação e os capítulos gerais de I a VI e os capítulos específicos, VII (Espécies de invertebrados aquáticos brasileiros ameaçados de extinção) e VIII (Espécies de invertebrados terrestres brasileiros ameaçados de extinção)

•  Volume 2, contendo os capítulos específicos, I (Espécies de peixes brasileiros ameaçados de extinção), II (Espécies de anfíbios brasileiros ameaçados de extinção), III (Espécies de répteis brasileiros ameaçados de extinção), IV (Espécies de aves brasileiras ameaçadas de extinção), V (Espécies de mamíferos brasileiros ameaçados de extinção).


R. Ludgero Dolabela, 1021 - 7o andar - Gutierrez-   CEP 30430-130  Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil- Caixa Postal 1462 - Tel: 0055-31-2129-1300 -  Fax: 0055-31-2129-1329 livrovermelho@biodiversitas.org.br - www.biodiversitas.org.br